mani
972
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-972,bridge-core-1.0.5,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-1.0,qode-theme-vaporat,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.5,vc_responsive

maní

a instalação consiste em uma estrutura linear de madeira de onze metros de comprimento com dezoito vértebras luminosas; programada a partir de um arduíno [plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre], cada uma das vértebras é controlada individualmente e sincronizada com áudio.
produzida especificamente para o corredor de entrada do restaurante maní, um espaço comprido, estreito e baixo [15 x 2.5 x 2.5 metros]. como uma espinha dorsal, a estrutura central percorre todo o corredor “lançando” paralelamente suas vértebras luminosas; com programação de intensidade luminosa em cada uma destas peças transversais criamos diferentes movimentos no espaço, luz e sombras se alternam poeticamente.
as vértebras em madeira foram cortadas em uma cnc router, máquina que secciona madeira a partir de um arquivo digital, possibilitando grande precisão no desenho da peça. suas formas curvas produzem uma reflexão ovalada no teto rosa. trinta acordes e ruídos são tocados em ordem aleatória a cada dois minutos. a cada ruído a peça se manifesta de uma maneira específica.
para
localização
ano do projeto
descrição técnica
trilha sonora
maní
são paulo
2017
dmx, arduino, etc..
vapor324
equipe
execução: vapor arte e tecnologia. marcenaria: farpa. agradecimentos: alberto riff, glau rossi